Prefeitura de Juína

NOTÍCIAS

VER TODAS

NO DIA DOS BIBLIOTECÁRIOS, JUÍNA CELEBRA CHEGADA DE SUA PRIMEIRA BIBLIOTECÁRIA CONCURSADA

Quarta-feira, 11/03/2020 10:42
DEPARTAMENTO DE CULTURA

O primeiro dia de trabalho de Alessandra Assis de Oliveira, primeira bibliotecária concursada pelo município de Juína ao longo de quase 38 anos de emancipação político administrativa,  não podia ser mais que especial, afinal coincidentemente isso ocorre no Dia Nacional do Bibliotecário, celebrado hoje, 12 de março em todo país.

Logo pela manhã, Alessandra foi recebida pelo secretário-adjunto de Cultura, Adriano Souza e por parte da equipe da Biblioteca Municipal Profa. Maria Santana. Na oportunidade ela foi informada das prioridades do trabalho, dentre elas a implantação do SMB - Sistema Municipal de Bibliotecas que agregará além da biblioteca pública municipal, às bibliotecas escolares e comunitárias por meio de um sistema tecnológico de gestão própria.

O cargo de bibliotecário foi garantido na criação do Plano Municipal do livro, leitura, literatura e Bibliotecas – PMLLLB, aprovado pela lei 1.821/2018 garantindo também a democratização do acesso ao livro e aos diversos suportes de leitura; a formação mediadores de leitura e o fortalecimento das ações de incentivo à leitura; a valorização da leitura e o incremento de seu valor simbólico e institucional; o desenvolvimento da economia do livro e o estímulo a criação e circulação da produção literária. 

Para construção do Plano, Juína contou com suporte da SEC - Secretaria de Estado da Cultura através do SISEB - Sistema Estadual de Bibliotecas e do Programa Nacional Conecta Biblioteca da Ong Recode do Rio de Janeiro.

 

O PAPEL DO BIBLIOTECÁRIO

A formação de sociedades democráticas subtende pensar estruturas de informação e leitura abertas e acessíveis e pensar o profissional da informação, aquele que irá construir mecanismos de socialização do conhecimento, da informação e da leitura para que a sociedade possa ampliar seus horizontes, pois a informação e a leitura são consideradas como bem sociais que tem como função primordial iluminar as ideias, abrir as mentes, dirimir dúvidas para que a tomada de decisões possa refletir uma visão racional. Conhecimento, leitura e informação são vistos como determinantes na melhoria da qualidade de vida das populações, dada a sua capacidade de agregar valores e oportunizar ao indivíduo condições de criar produtos e serviços e transformar a realidade em que vive e assim ampliar sua capacidade de intervenção.

Neste contexto, o bibliotecário se insere como o profissional qualificado para exercer a função, não apenas de guardião do conhecimento, responsabilidade que lhe é distintiva desde tempos imemoriais e que graças a essa responsabilidade foi possível preservar o conhecimento produzido pela humanidade ao longo dos séculos.