Prefeitura de Juína
WEB RADIO JUÍNA

NOTÍCIAS

VER TODAS

EM BRASÍLIA, JUÍNA SOLICITA INTERNET BANDA LARGA PARA AS BIBLIOTECAS PÚBLICAS

Sábado, 12/10/2019 11:54
DEPARTAMENTO DE CULTURA

A coordenadora do Departamento Nacional do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas, Ana Maria da Costa, do Ministério da Cidadania, recebeu o secretário-adjunto de Cultura Adriano Souza, a diretora de Cultura Silvia Machado e a coordenadora de Cultura da CNM – Confederação Nacional de Municípios, Ana Clarissa,  em uma audiência realizada nesta semana para apresentar os resultados de Juína nesta área, bem como fazer uma solicitação especial: internet banda larga para as bibliotecas públicas.

De acordo com Adriano Souza, um dos grandes problemas enfrentados pelas bibliotecas é a baixa qualidade da internet, que inviabiliza evolução nos programas de tecnologia.

“Temos computadores, mas não temos internet de qualidade que suporte à implantação de cursos de tecnologia, ou até mesmo a simples disponibilização de wifi livre para os leitores. Viemos até aqui pra solicitar uma atenção especial do governo federal nesta área. Sugerimos que criem um programa que destine internet para as bibliotecas públicas, similar ao que já fazem para as escolas localizadas em areas de difícil acesso através do GESAC”, destacou Adriano.

Segundo Ana Maria, este é um dos grandes desafios do Sistema Nacional de Bibliotecas,  e que sua equipe está trabalhando na construção de um programa neste sentido, que visa levar internet banda larga de qualidade para as bibliotecas de todo país. Ela reforçou que demandas como a de Juína reforçam a urgência de um programa desta natureza.

Gesac - O Governo Eletrônico – Serviço de Atendimento ao Cidadão (Gesac) é um programa do Governo Federal, coordenado pelo MCTIC, em parceria com o MEC e o Ministério da Saúde. Oferece gratuitamente conexão à internet em banda larga – por meio do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações, com o objetivo de promover a inclusão digital em todo o território brasileiro.

O Gesac é direcionado, prioritariamente, para comunidades em estado de vulnerabilidade social, em todo o Brasil, que não têm outro meio de serem inseridas no mundo das tecnologias da informação e comunicação.

O MCTIC possui contrato com a Telebrás para prestação de serviço em regime continuado de transmissão bidirecional de dados. Até o momento, ja fizeram a instalação de conexão em 3600 pontos no território nacional, dos quais mais de 3 mil são escolas. As escolas integram o programa Educação Conectada, do MEC.