Prefeitura de Juína

NOTÍCIAS

VER TODAS

Secretaria de saúde alerta população juinense para campanha de vacina contra a gripe, crianças e gestantes são os grupos com menor procura

Quarta-feira, 16/05/2018 17:24
Rosi Zimpel com Assessoria

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza – o vírus da gripe começou no dia 23 de abril e deverá seguir até o dia 1º de junho, devem ser imunizados idosos a partir de 60 anos, crianças de 6 meses a menores de 5 anos, trabalhadores da saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional. Pessoas com doenças crônicas como o diabetes e outras condições clínicas especiais também devem receber a vacina da gripe nesse ano.

 

 Há expectativa de vacinar 773 mil pessoas contra a gripe no mato grosso em 2018. O estado recebeu mais de 850 mil doses da vacina. Em todo o país cerca de 54,4 milhões de pessoas devem ser vacinadas durante a campanha.

 

O Dia D de mobilização nacional aconteceu no dia 12 de maio e de acordo com a enfermeira responsável pela campanha no município Verônica Picler, há uma preocupação por parte da equipe de saúde pois a procura pela vacina está sendo pouquíssima principalmente no caso das crianças e das gestantes que estão com baixíssima cobertura vacinal até o momento. O percentual de pessoas contempladas com a vacina está em 55% até o momento.

 

Vale ressaltar que no ano de 2017 também houve pouca procura e Juína não conseguiu cumprir a meta estabelecida pelo ministério da saúde, para isso, Verônica faz um apelo para que as pessoas procurem o PSF do seu bairro e faça a vacina pois só assim ela estará imunizada contra o vírus Influenza.

 

O Ministério da Saúde alerta ainda para que as pessoas se vacinem dentro do prazo da campanha para evitar gripe e seus possíveis agravamentos. É preciso que todos estejam devidamente protegidos antes do inverno chegar, já que a vacina precisa de 15 dias para garantir a proteção.

 

Essa vacina contra gripe é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença, internações ou, até mesmo, óbitos. Ela protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul, de acordo com determinação da OMS, (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B).