NOTÍCIAS

VER TODAS

Secretaria de Saúde promove Campanha Municipal de Vacinação no próximo dia 9 de Dezembro

Quarta-feira, 06/12/2017 11:17
Rosi Zimpel

No próximo sábado dia 9 de Dezembro será realizada a Campanha Municipal de Multivacinação e todos os postos de saúde estarão abertos durante todo o dia. O foco dessa campanha são as crianças menores de 5 anos e na faixa etária de 9 a 14 anos. Em função das baixas coberturas vacinais com que Juína vem tendo a Secretaria de Saúde viu a necessidade de promover essa campanha para que os pais ou responsáveis possam levar seus filhos para atualizar o cartão de vacina.

 

“A vacinação é o meio mais fácil e eficaz de prevenir doenças, algumas delas também oferecem a proteção passiva por eliminar a circulação do vírus. Uma dessas doenças é a catapora, então, ao se vacinar uma semana depois a criança está protegida contra a doença. Esse é o momento de sensibilizar os pais a colocar em dia o esquema vacinal dos seus filhos”, avaliou Leda Vilaça, Secretária de Saúde.

 

A meta é resgatar todas as crianças e adolescentes não vacinados e, com isso, iniciar ou completar os esquemas de imunização. Segundo o ministério, 53% não estão com a vacinação em dia. O Ministério da Saúde alerta que muitas doenças que foram erradicadas no Brasil ou mesmo controladas ainda não estão eliminadas e podem representar risco para não vacinados. “A população começa a achar que a vacina é desnecessária e não é verdade. Estamos vendo alguns surtos de doenças que já estavam praticamente extintas, e se não mantivermos elevada a cobertura vacinal, voltaremos a ter essas doenças circulando no mundo”, disse Verônica Picler que é enfermeira responsável pelas vacinas no município.

 

Segundo Leda, é preciso esclarecer as famílias de que a vacinação é a melhor maneira de prevenir doenças. “Existe certo receio por parte de muitos pais com relação a algumas vacinas, mas posso garantir que esse é o método mais eficaz para prevenir doenças” Disse.

 

Os pais ou responsáveis deverão comparecer às unidades levando documento de identidade, a caderneta ou comprovante de vacinação da criança ou do adolescente para avaliação e, no caso de haver alguma dose em aberto, ela será aplicada.